Malucelli quer reduzir número de secretarias para apenas 12

Exibindo 20140414_133458.jpgO presidente do PSD paranaense, deputado federal Eduardo Sciarra, reuniu principais lideranças do partido na sede do Clube Malutrom, em Curitiba, para apresentar os nomes dos pré-candidatos a deputados estaduais (34) e federais (14) e reiterou a posição do partido de manter candidatura ao governo. “Sou pré-candidato ao governo, estou feliz e agradeço a oportunidade que vocês estão me dando para apresentar minhas ideias visando um projeto político de 30 anos para o nosso Estado”, disse o empresário Joel Malucelli. Entre suas propostas, está a redução do número de secretarias para um total de 12.

Continuar lendo

Apoio para Beto Richa tem maioria no PMDB, afirma Doático

Doático Santos, secretário-geral do PMDB de Curitiba, lança hoje o site redepmdb.com. Nele estará o resultado da primeira da série de três consultas aos convencionais do partido sobre as eleições de outubrofer. “Na primeira parte ouvimos 240 convencionais. Na segunda outros 240, e em uma terceira e final rodada, em torno de 140 convencionais, em um total de 620 delegados. O resultado da primeira parte da consulta deu, de 240 delegados, a aliança pró-Beto Richa tem 110 votos, ou 46%. O Requião tem 58 votos, 24%. E o Pessuti tem 41 votos, 17%. Indecisos ou não querem tomar uma posição, 31 votos ou 13%”, disse Doático ao Bem Paraná.

Continuar lendo

Heads, de Claudio Loureiro, é ‘esquema’ de Gleisi e Bernardo, diz André Vargas na Veja

Exibindo 1404-bernardo-gleisi.jpgA Veja dessa semana revela que nas conversas com deputados, André “Vargas também citou como algo que o PT não gostaria de ver revelado o caso da agência Heads Propaganda, do Paraná. “A Heads é esquema deles”, declarou Vargas a colegas de partido. “Eles” seriam a senadora Gleisi Hoffmann e o ministro das Comunicações. Na gestão Dilma, a agência tornou-se líder em verbas recebidas do governo. A escalada meteórica está sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU)”.

Continuar lendo

Gleisi diz que Vargas tem que responder pelos atos. Ela não defende o petista.

Exibindo 1404-Gleisi-Andre.jpgEnquanto o marido, Paulo Bernardo (Comunicações) tenta salvar o coro de André Vargas (PT-PR) na Câmara dos Deputados, Gleisi Hoffmann (PT-PR) repetiu hoje em Curitiba o mantra que Vargas “tem que responder por seus atos” e pela primeira vez, admitiu que “é ruim para o PT” as denúncias envolvendo o petista, o doleiro Alberto Yousseff e o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa.Nesse caso (o de Vargas) não se pode fazer julgamento nem absolvições. Acho que tanto a Câmara quanto o PT tem o seu processo para fazer as averiguações e apurações. Eu não tenho dúvida de que, obviamente, é uma situação que para o Partido dos Trabalhadores é ruim. Sempre é mais uma denúncia, uma pessoa que está envolvida”, disse Gleisi. “Tem que ter serenidade, esperar. O deputado tem fazer essas explicações. Já está vindo à público para isso. E responder por seus atos”, completou.

Continuar lendo

Vargas liga Bernardo e Glesi ao esquema de propinas no governo

por Karlos Kohlbach - Acuado pelas denúncias de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na operação Lava Jato acusado de liderar uma quadrilha que pode ter desviado R$ 10 bilhões, o deputado federal André Vargas (PT) mandou um claro recado para a cúpula do partido: se o PT o abandonar, o parlamentar vai levar mais gente do partido para o epicentro do escândalo. E os primeiros alvos de Vargas seriam o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e a senadora e candidata ao governo do Paraná, Gleisi Hoffmann.

Continuar lendo

PR pede ao STF desbloquear mais R$ 1,5 bi na STN

A PGE vai entrar nesta semana com uma nova ação cautelar no STF para destravar quatro empréstimos internacionais que somam R$ 1,5 bilhão. O objetivo é estender o alcance da liminar de fevereiro do ministro da corte Marco Aurélio Mello que suspendeu as restrições ao governo do Paraná em relação aos limites legais de gastos com pessoal. As informações são da Gazeta do Povo.Na semana passada, o estado conseguiu autorização da STN para receber o empréstimo de R$ 817 milhões do Banco do Brasil, dinheiro do Proinveste. O aval só saiu graças a outra liminar, concedida pelo ministro Luís Roberto Barroso, referente ao cumprimento dos gastos com saúde. A decisão de Barroso também abrange os demais quatro empréstimos internacionais.

Continuar lendo

Gilberto Carvalho culpa “vazamentos parciais” por situação de Vargas

O paranaense Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) recomendou “muito cuidado” com os “vazamentos parciais” sobre a relação do deputado federal licenciado André Vargas (PT-PR) com o doleiro Alberto Youssef, preso no último dia 17 por lavagem de dinheiro, remessa ilegal de dólar e financiamento ao tráfico de drogas. “Eu sou muito cuidadoso em relação a esse tipo de afirmação e de processos, não tem nenhuma prova, nada, o processo está começando agora e eu aconselharia todo mundo a ter muito cuidado com aquilo que aparece a partir de vazamentos parciais”, afirmou Carvalho.

Continuar lendo

Paraná reduz pobreza em 92%, segundo o governo

Exibindo 1004-fernanda-richa.JPGDe 2011 a 2013, o Paraná atingiu 92% da meta de tirar 100 mil famílias paranaenses da extrema pobreza em quatro anos. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, em três anos, 92.250 famílias que têm renda per capita de até R$ 70,00 por mês tiveram melhora nas suas condições de vida em todo o Estado. “Este é mais um reconhecimento de que o Paraná desenvolve um trabalho sério, que tem como principal objetivo a emancipação das pessoas”, disse Fernanda Richa, secretária estadual da Família e Desenvolvimento Social

Continuar lendo

Vargas é garantia da defesa do interesse público, diz Requião

Hoje o senador Roberto Requião (PMDB-PR) tripudia o PT e o deputado André Vargas (PT-PR) – em processo de cassação na Câmara por envolvimento com o doleiro Alberto Youssef – mas em 2010 Requião apoiava abertamente vagas nos palanques, comícios e nos programas eleitorais. “O André é a garantia da defesa do interesse público”, diz Requião no programa eleitoral.

Gleisi vai ao STF contra CPI da Petrobras

 

Gleisi Hoffmann (PT) anunciou ontem, na reunião da CCJ, que vai recorrer ao STF para impedir que o Senado instale a CPI da Petrobras. “Quero dizer a esta comissão que, assim como a oposição, apresentaremos também um mandado de segurança ao STF com base nos mesmos argumentos para que se conceda uma liminar para que se suspenda a instalação da CPI por não atendimento da determinação e conexão dos fatos”, afirmou. A afirmação de Gleisi deu início a um bate-boca com Aloysio Nunes, líder do PSDB, que disse à senadora que ela “está no mundo da lua”. “A senhora não quer CPI e ponto final”, disse o tucano.