Beto Richa diz que mudará a equipe antes mesmo da posse

PBeto-Richa Divulgaçãoor Pedro Ribeiro — Durante a campanha, o governador Beto Richa (PSDB) havia dito a amigos mais chegados (não assessores) que seu próximo governo seria diferente, o que deu a entender que não haveria benesses, negociatas ou o que chamam, em Brasília, governo de “balcão de negócios”. Richa foi bem claro e afirmou que, antes mesmo de assumir, dia primeiro de janeiro de 2015, que promoveria uma reforma administrativa, começando pela redução no número de secretarias.

Continuar lendo

Para Alvaro Dias a luta não para. Quer o fim da corrupção e um Brasil melhor

Por Pedro Ribeiro –Principal voz no Congresso Nacional das manifestações de desempregados, de doentes revoltados com o péssimo atendimento dos setores de saúde pública, de uma educação primitiva e de estudantes e jovens sem um norte para o futuro, ferida exposta com a revolta nas ruas, o senador Alvaro Dias (PSDB), teve, enfim, a recompensa nas urnas pela sua incansável luta.

Continuar lendo

Com Beto, Paraná vive o maior ciclo industrial de toda a sua história

richa 2A grande transformação que o Paraná vem experimentando, nos últimos quatro anos, só foi possível graças ao emprenho e esforço do governador Beto Richa que, depois de herdar uma terra arrasada, recuperou o moral, a autoestima, o orgulho e a imagem do Estado. Resgatou a confiança e o Paraná voltou a ser uma terra promissora. Beto Richa criou um ambiente de respeito e diálogo e implantou mecanismos de incentivo que ajudaram a atrair mais de R$ 35 bilhões em investimentos e a geração de 360 mil empregos. Somente no Porto de Paranaguá o governo aplicou R$ 511 milhões. Beto Richa vai criar 400 mil novos empregos com carteira assinada nos próximos quatro anos. Para isso, pretende dobrar a carteira de investimentos no Paraná, com mais R$ 35 bilhões.

Continuar lendo

Beto Richa diz que rebeliões são orquestradas e contratará mais 10 mil policiais nos quatro anos

IMG_0479O governador Beto Richa disse hoje, em entrevista à RPCTV, que a onda de rebeliões em penitenciárias do Estado “é fruto de orquestração de inimigos políticos que querem desestabilizar o governo”. Estamos investigando e monitorando estas rebeliões e em breve vamos mostrar para a sociedade quem está por trás desse movimento”, afirmou. Todas as rebeliões não duraram mais que 48 horas, ou seja, houve reação rápida dos órgãos competentes. Em contrapartida, o governador revelou a contratação de 10 mil policiais em quatro anos – a maior contratação em toda a história do Paraná – e anunciou que dobrará o número de contratação de agentes de segurança nos próximos anos. Richa disse ainda que colocou 1.145 viaturas em circulação em todo o Estado e que comprará mais 3.200 novos veículos nos próximos quatro anos para aumentar ainda mais a segurança dos cidadãos de bens, além do Projeto Vigia.

Continuar lendo

Na pesquisa, Beto cresce em todos os segmentos

Na pesquisa Datafolha, que ouviu 1.201 eleitores em 46 municípios do Estado, Beto Richa tem melhor desempenho entre os moradores do interior do que entre os moradores da capital e região metropolitana (47%, ante 39%) e entre os eleitores de Aécio Neves (63%). Na análise por segmentos, Beto cresceu, principalmente, entre os homens (de 37% para 44%), entre os que têm 25 a 34 anos (de 39% para 47%), entre os mais velhos (de 39% a 49%), entre os mais instruídos (de 34% para 48%), entre os mais pobres (de 40% para 49%), entre os moradores da capital e região metropolitana (de 30% para 39%), entre os moradores de municípios com a te 50 mil habitantes (de 34% para 41%).,

No Paraná, Requião bagunça o coreto

por René Ruschel - Poucos políticos no Brasil têm força atualmente para romper a polarização entre o PT e o PSDB. Um deles é o senador Roberto Requião, do PMDB. Embora um aliado crítico dos petistas, Requião decidiu bagunçar o cenário da eleição no Paraná, que caminhava para uma disputa entre o tucano Beto Richa, atual governador, e a ex-ministra petista Gleisi Hoffmann. “Tenho quatro anos e meio de mandato no Senado. Estou muito satisfeito em Brasília, mas quando vi a bagunça que esses meninos inexperientes e irresponsáveis fizeram com o meu estado, senti a obrigação de colocar meu nome à disposição do partido”, afirma.

Continuar lendo

Gleisi discute nesta sexta-feira o Plano de Governo do PT

 

Senadora Gleisi Hoffman, provável substituta de Palocci na Casa Civil ...A candidato do PT ao governo do Estado, senadora Gleisi Hoffmann, reúne, nesta sexta-feira, à partir das 10 horas, os coordenadores regionais da campanha. Às 15 horas a candidata terá encontro com candidatos a deputados estaduais e federais do partido e, às 19 horas, Gleisi terá encontro regional para apresentar o Plano de Governo. A agenda da candidata, para sábado, ainda não está fechada.

Continuar lendo

Beto Richa recebe apoio dos prefeitos da Amusep

Exibindo _MG_2982.jpgO governador Beto Richa (PSDB) recebeu nesta segunda-feira (7), em Maringá, o apoio dos prefeitos e vice-prefeitos das 30 cidades da região da Amusep (Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense). Beto Richa recebeu uma carta de apoio, assinado por 25 prefeitos e cinco vice-prefeitos, entregue pelo presidente da Amusep, José Roberto Ruiz. “A população quer um comportamento digno de seus representantes. Chega de retrocesso, o Paraná quer olhar para o futuro, quer saber o que é bom para garantir qualidade de vida ao seu povo. E eu agradeço o apoio dos prefeitos e sei que juntos poderemos construir um estado ainda mais justo, solidário e melhor para se viver”, disse Beto Richa. O prefeito de Floresta, José Roberto Ruiz (PP), disse que na história do Paraná “nunca os municípios são tão bem atendidos e recepcionados como na administração do governador Beto Richa. Os recursos estão vindo para os municípios, a população está contente com o governador e nós temos que continuar com Beto Richa, que respeita a população do Paraná. A Amusep está em peso com Beto Richa”, disse.

Continuar lendo